Por Cleudivan Haddokch

Aos 18 anos, após concluir o curso técnico de artes cênicas no Colégio Estadual do Paraná em Curitiba, Marjorie Dias de Oliveira (Marjorie Estiano) mudou-se para São Paulo, onde cursou a faculdade de Música por dois anos e, depois Publicidade, por mais um ano. Nesse período, atuou em algumas peças de teatro como Bárbara não lhe adora de Henrique Tavares, Beijos, Escolhas e bolhas de sabão de Jaime Celiberto, Liberdade, Liberdade e Buchico e etc. Gravou alguns comerciais de TV para (Banco Real Universitário e Absorvente Always). Fez parte de uma trupe de garçons cantores que faziam performances de clássicos do cinema, como Grease e Cabaret, chamado Cine in Show.

Filha do comerciante Eurandir Lima e da enfermeira Marilene Oliveira, Marjorie nasceu em 8 de Março de 1982. O Estiano do nome artístico é o sobrenome de seu avô paterno. Marjorie sempre quis trabalhar como cantora e atriz e em busca desse sonho, participou em 2002 do talent show exibido pelo SBT, Popstars, tendo aprovação nas primeiras fases.

Em 2003, após passar em um teste para cursar a Oficina de Atores da Rede Globo, Marjorie mudou-se para o Rio de Janeiro. Entrou para o elenco fixo da Malhação, onde interpretou a personagem Natasha, a baixista do grupo musical Vagabanda, e que a tornou conhecida do grande público.

Em consequência do sucesso que veio com a banda fictícia do seriado, Marjorie começou a gravar demos e a apresentá-los em gravadoras, até que a Universal Music aceitou lançar o CD. O álbum que foi dirigido por Alexandre Castilho e Victor Pozas, começou a ser distribuído nas lojas no dia 30 de abril de 2005. Disco lançado, a cantora decidiu apresentar-se pelo Brasil e o espetáculo estreou em julho de 2005.

Confirmando o sucesso por todo o território Nacional, em novembro de 2005 Marjorie lançou seu primeiro DVD que, além das músicas do CD de estréia traz a releitura da cantora para os sucessos Miss Celie’s Blues tema do filme A Cor Púrpura; Até o Fim, clássico de Chico Buarque; This Love da banda americana Maroon 5; Cherish, da rainha do pop Madonna; You’re so Beautiful , do cantor britânico Joe Cocker.

O CD vendeu mais de 175 mil cópias e o DVD atingiu a marca de 42 mil cópias vendidas. Ambos foram lançados pela Universal Music. Em 2005, a canção Você sempre será foi a segunda música mais executada nas rádios de todo o Brasil, impulsionando o CD para o topo dos mais vendidos. Um ano seguinte, Marjorie ganha o Prêmio Multishow de Revelação por voto popular.

Em 2006 Marjorie integra o elenco da novela e Manoel Carlos Páginas da Vida, da Rede Globo de Televisão. Na trama ela viveu Marina, a personagem que lutou para tentar salvar o pai do alcoolismo, emocionando e recebendo criticas positivas quanto o seu amadurecimento profissional.

Em 2007, Marjorie finalizou seu segundo CD intitulado Flores, Amores e Blábláblá, que incluiu uma canção escrita pela cantora Rita Lee Tatuagem, Oh! Darling (dos Beatles) e uma canção onde também assina sua composição, Desencanto. O CD foi mixado nos Estados Unidos por Sebastian Krys (responsável por trabalhos de Gloria Estefan, Shakira, etc). No mesmo ano, Marjorie participa de um episódio da série Sob Nova Direção, da TV Globo. Dando vida a cantora Nelly Li, uma mistura de Nelly Furtado e Negra Li. No episodio ela cantou a canção Espirais do CD Flores, Amores e Blablablá, e a canção O Rap da Gaginha, com Ingrid Guimarães. Foi Marjorie também que cantava a música de abertura do seriado naquele ano.

Ainda em 2007 entra pro seleto grupo de atrizes que protagonizaram novelas das oito da Globo, fazendo a protagonista Maria Paula em Duas Caras, escrita por Aguinaldo Silva e dirigido por Wolf Maia. Dentre criticas negativas e positivas sobre o carisma da personagem, Maria Paula acaba fugindo dos convencionais finais de novela fazendo o vilão da trama Marconi Ferraço ou Adaltaberto Rangel se redimir e acabar vivendo um final feliz com a própria mocinha.

Paralelamente as gravações da novela Duas Caras, Marjorie participou da gravação do DVD Cidade do Samba fazendo um dueto da música “Chiclete com Banana” com o cantor Gilberto Gil, arrancando aplausos e elogios por seu talento, carisma e por sua energia com Gil. Também participou do CD Flores do Clube da Esquina, cantando “O Trem Azul”. E mesmo com a reta final da novela Duas Caras, também gravou uma participação no DVD Um Barzinho e um Violão cantando o sucesso de Celly Campelo: Broto Legal.

Sem se abater com as críticas referente ao seu trabalho anterior, entra para o elenco da novela de Glória Perez, Caminho das Índias. Marjorie vive Tônia Cavinato , uma estudante de Medicina que namora um esquizofrênico, vivido por Bruno Gagliasso. E mais uma vez mostrando seu talento, é considerada uma das melhores atrizes de sua geração. Sendo elogiada por vários autores não só por sua competência, mas por sua dedicação ao trabalho.

Durante as gravações da novela de Gloria Perez, Marjorie fez uma pausa de uma semana para gravar sua estréia no cinema como Sueli, antagonista do longa-metragem de Flávio Tamberllini, adaptado do livro homônimo Malu de Bicicleta do autor Marcelo Rubens Paiva. E sem abandonar a carreira de cantora ou a de atriz, Marjorie com a carreira em pleno vapor se desdobrando entre ensaios e gravações, lança seu mais novo show apresentado no Posto 8, no Rio de Janeiro, e logo em seguida no Bourbon Street e Club A, em São Paulo. Buscando encontrar a combinação perfeita, intitula o show de Combinação Sobre Todas as Coisas que foi um grande sucesso nas duas cidades em que foi apresentada, sendo prestigiada por fãs, amigos, colegas de cena e os mais íntimos. Nesse projeto com intuito de conceituar seu estilo para o próximo CD, apresenta músicas de seu gosto, músicas que ela e amigos ouviam desde então. Cantando nomes importantes da cena MPB, como Caetano Veloso, do Blues como Tom Waits, e do Jazz como Ray Charles e Frank Sinatra, sem esquecer é claro das conhecidas Alucinados e Miss Celies Blues.

Com o término da novela Caminho das Índias, Marjorie realizou seu projeto de voltar ao teatro quando entrou para o elenco de Corte Seco, peça de Christiane Jatahy , que é uma ruptura a sociedade moderna, dando outros tons a realidade atual, trazendo ao seu lado Eduardo Moscovis e grande elenco. Uma curiosidade é que Marjorie só entraria em Corte Seco na temporada de São Paulo em Fevereiro de 2010, mas Daniela Pontes, atriz fixa da peça, entrou na maternidade no dia 19 de Janeiro. Por isso, Marjorie assumiu o papel antes do esperado. Corte Seco entrou em cartaz no Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza, Brasília, Recife e Natal.

Após Corte Seco, Marjorie Estiano entrou para o elenco da peça Inverno da Luz Vermelha, de Adam Rapp, com Rafael Primot e André Frateschi, com direção de Monique Gardenberg. A estreia ocorreu no dia 20 de agosto de 2010, no Teatro FAAP, em São Paulo e recebeu ótimas críticas.

O espetáculo também foi visto nas cidades de Brasília e Rio de Janeiro. Marjorie interpretou Christine, sua primeira personagem com apelo sexual. A peça lhe rendeu convites para pousar para revistas como a Trip e Vip.

Neste mesmo ano, assume o controle do programa Cine Conhecimento do Canal Futura em comemoração aos 13 anos do canal, apresentando e comentando clássicos do cinema moderno e alternativo. Marjorie ficou no projeto por um ano aproximadamente.

Longe das novelas após Caminho das Índias, Marjorie volta às telinhas em 2011, mas dessa vez na micro série Amor em Quatro Atos exibida pela Rede Globo. A micro série é baseado nas músicas de Chico Buarque “As Vitrines”, “Folhetim”, “Construção”, “Mil Perdões” e Ela Faz Cinema, sendo a última o nome do episódio ao qual Marjorie vive a jovem cineasta Letícia, que sonha em terminar seu videoclipe da música “Construção”. Uma curiosidade é que esse episódio foi o primeiro da micro série e deixou o nome da Marjorie entre os #TrendingTopics do Twitter daquela noite, com todos elogiando a ousadia, o amadurecimento e o crescimento da atriz.

No mesmo ano participa do programa Som Brasil homenageando o letrista e escritor Nelson Motta, cantando sucessos musicais como “Perigosa”, “Vida Real” e “Certas Coisas”.

Ainda em 2011 entra para o trio de protagonistas da novela de Lúcia Manzo, A Vida da Gente. Marjorie Vive Manuela Fonseca, a irmã mais velha que tinha uma deficiência física e era deixada de lado por vezes pela mãe super protetora vivida pela atriz Ana Beatriz Nogueira, que torcia fervorosamente pelo sucesso de sua filha mais nova Ana Fonseca, uma tenista vivida pela atriz Fernanda Vasconcellos, que acaba se apaixonando pelo seu meio irmão Rodrigo Macedo. A novela que emocionou a todos com histórias cada vez consideradas humanistas, terminou em Março de 2012, mas deu a nossa atriz o títuto de Melhor Atriz Coadjuvante pelo premio Quem Acontece, por sua atuação na novela. Durante esse período Marjorie se dedica a carreira de cantora, preparando-se para entrar em estúdio para gravar seu terceiro CD.

Sem férias após terminar A Vida da Gente, Marjorie é convidada em 2012 para participar do longa-metragem de Jayme Monjardim, baseado no triologia do clássico de Érico Verissimo, O Tempo e o Vento. As gravações que aconteceram no Rio Grande do Sul reuniram uma equipe numerosa e dedicada, dentre atores, técnicos, preparadores e diretores. Marjorie vive Bibiana Terra na fase mais jovem da centenária vivida pela atriz Fernanda Montenegro. O lançamento está previsto para 2013, onde também será exibida em forma de minisérie na Rede Globo de Televisão.

E agora em Setembro Marjorie se prepara para mais novos desafios. O lançamento da nova novela das seis Lado a Lado, a qual viverá Laura, uma moça a frente de seu tempo que mantêm uma relação de amizade forte com uma ex-escrava vivida pela atriz Camila Pitanga. Essa será a primeira novela de época em que a atriz atuará. No mesmo mês também teremos a estréia do novo espetáculo teatral de Monique Gardenberg e Michele Matalon, O Desaparecimento do Elefante, do qual Marjorie estará ao lado novamente de Rafael Primot e grande elenco. Além é claro do lançamento de seu próximo CD de estúdio, que ainda não tem previsão de estréia.

Atualização Setembro/2012